Mudei!

Posted in Uncategorized on abril 7, 2008 by Sylvain

Pronto, depois de um longo e tenebroso inverno, o Hypercool está de casa nova. A partir de hoje, o endereço passa a ser este: http://www.hypercool.blig.ig.com.br. E logo, logo o link deve aparecer na seção blogs do rgvogue. Atualize seu blogroll e continue visitando! Eba! Passa !

Ah! E não deixem mais comments aqui, please, não vou ler. Leio vocês por lá.

Qual é a sua cor?

Posted in Uncategorized on abril 3, 2008 by Sylvain

Eu costumava não dar muita bola para esse lance de cromoterapia e de cor que mais combina com sua personalidade. Andei lendo uns artigos por aí que me fizeram se não rever meus conceitos, pelo menos parar pra pensar mais no assunto. E não é que alguns pontos desse “estudo” (tô tão aberto à questão que já considero estudo….) realmente fazem sentido? Olha só:

Segundo algumas teorias, as cores das roupas que vestimos dizem muito sobre nossa personalidade, ao mesmo tempo em que exercem uma certa influência sobre nosso comportamento. A terapia das cores nos ensina a utilizar suas virtudes para estimular ou acalmar nosso humor, ao encontrar um equilíbrio ideal entre elas.

teintes-chaudes.jpg

Se você gosta de tons quentes, como o vermelho, significa que você tem necessidade de seduzir, de calor e de impor sua personalidade. A cor deve ser usada se você sentir vontade de aumentar seu sex-appeal e sua vitalidade. Evite se estiver em um período nervoso ou se for de temperamento explosivo, o famoso pavio curto. O amarelo tem má reputação, mas qualquer um de seus tons traduz uma inteligência apurada, otimismo e gosto pelo luxo. Os homens que optam pelo amarelo geralmente não gostam de muita preocupação. Use para estimular seu dinamismo e evite quando estiver cansado ou precisando de um tempo. O laranja é a cor dos otimistas e dos sociáveis. Libera as emoções e o bom humor. Prefira outro tom se estiver num dia de pouca conversa.

teintes-froides.jpg

Homens mais calmos, organizados, tranqüilos e criativos preferem os tons frios, como o azul. É a cor a ser usada para momentos de idéias claras e a ser evitada se quiser passar uma imagem mais agressiva ou se estiver com dor-de-cotovelo. Símbolo do crescimento, o verde é geralmente usado por quem é cheio de energia e equilibrado. Use se estiver iniciando um projeto e evite se não quiser que abusem de sua boa vontade. Ambivalente, o roxo representa uma tensão entre pulsões (vermelho) e equilíbrio interior (azul). Favorece a criatividade, a espiritualidade e o trabalho com o inconsciente (profundo isso, não?). Evite o roxo se estiver atormentado por dentro e quiser passar uma imagem de extrovertido.

couleurs-neutres.jpg

Já quem prefere cores neutras, como o cinza, costuma ser uma pessoa altruísta, que não se importa de traçar seu caminho calmamente à sombra de personalidades maiores. Invista no cinza se quiser valorizar a pessoa a seu lado, mas evite se tiver que tomar as rédeas de alguma situação. O branco é uma não-cor que impressiona. Ela dá uma dimensão maior a quem a usa. Símbolo de pureza, lealdade e comprometimento, é o tom preferido de quem não tem nada a esconder. Se quiser passar confiança e respeito, pode apostar. Mas, se não quiser transmitir a imagem de ingênuo, fuja. Elegante e com fama de emagrecedor, o preto é erroneamente considerado como cor fria, já que ele não é verdadeiramente uma cor. O preto absorve e é geralmente usado por pessoas refinadas, que gostam de poder e buscam uma certa segurança (o povo da moda, rá!). Escolha o preto se quiser se sobrepor a alguém, se sentir seguro ou se precisar de concentração. Por outro lado, se for alguém com tendências depressivas, só vai piorar.

Já é o segundo post que faço a respeito do significado das cores. Até Paul Smith acredita, mas, sinceramente, alguém aí leva tudo isso a sério?

Doc Martens completa 48 anos

Posted in Uncategorized on abril 2, 2008 by Sylvain

doc14601.jpg
Doc Martens 1.4.60 no vermelho Oxblood de origem

A grande festa está marcada para 2010, quando a histórica grife de calçados inglesa Dr. Martens completará seus 50 anos de muita atitude, com lugar garantido no olimpo da moda street. Antecipando as comemorações, a marca aproveita o aniversário de 48 anos e relança três modelos históricos, réplicas idênticas aos produzidos em abril de 1960. Os escolhidos foram o 1.4.60 (com cano mas baixo), o 1490 (de cano médio) e o 1914 (cano mais alto) e eles serão produzidos na cor original, o vermelho Oxblood, além do tradicional preto. Será mantida a costura amarela na lateral e o solado translúcido produzido pela Goodyear, tudo para preservar o charme vintage. Durante o mês de Abril, as lojas da Doc Martens (todo mundo chama de Doc e não “doctor”) ganham decoração temática também por causa da promoção da estréia do filme This is England, aclamado como o filme inglês do ano e onde a grife aparece com destaque, além de ser parceira oficial do longa.

Para os que viveram em outro planeta nos últimos 48 anos, vale lembrar que o Doc Martens surgiu durante a segunda guerra mundial (ainda com outro nome) com fins ortopédicos (no fundo, parece mesmo uma botinha Dr.Scholl), criada pelo doutor Klaus Maertens, sendo depois utilizada como calçado de segurança para operários. A rebeldia dos anos 60 tratou de transformar o dublê de coturno em celebridade, dando a ele um status de Converse All Star do asfalto para várias gerações. Punks, ravers e modernos em geral adotaram o sapato, que é cara de Londres, né? Tipo patrimônio. Eu nunca consegui usar. Quaaase comprei um no fim dos anos oitenta pros noventa, culpa da boyband inglesa Bros (alguém lembra?), mas não rolou. Sempre gostei dos sapatos mais delicados. E vamos combinar que um Doc Martens não é, assim, um primor de elegância, né? Enfim, quem tem algum escondido em casa, continue guardando. Sinto cheiro de hype próximo no ar.

O tênis certo

Posted in Uncategorized on abril 1, 2008 by Sylvain

O men.style entrou numas de direcionar a vida de seus leitores rumo à escolha do modelo certo de tênis, visando sempre a elegância, claro. Para isso, eles fizeram um editorialzinho em still com 18 sugestões de tênis, apenas com modelos em lona, bem clássicos e flats (muito importante!), daqueles megacharmosos que combinam com tudo. O legal é que está no ar também um daqueles rankings que eles adoram fazer, com os modelos “mais feios que você irá ver no site, ever”, segundo eles mesmos. Lógico que esse ranking inclui apenas aqueles mais esportivos, de performance e de prática de esportes, universo, aliás, ao qual eles deveriam se restringir. A justificativa do men.style pra dar esse serviço é que, ok, esses tênis são um mal necessário em casos específicos mas, a menos que você tenha algum problema físico, não vá me calçar estas atrocidades no dia-a-dia urbano! Ainda se vê muita gente usando modelos de 27 molas cheios de atributos high-tech por aí, jurando que está na última moda, quando, na verdade, está assassinando o principio mais básico da elegância: a postura. Para ajudar, selecionei nas duas matérias alguns exemplos de que eu gosto nos modelos flats (sim pra eles) e outros nos esportivões (um grande não pra estes).

SIM

aprix.jpg
Aprix

dsquared2.jpg
DSquared2

fredperry.jpg
Fred Perry

fredperrycdg.jpg
Fred Perry para Comme des Garçons

lacoste.jpg
Lacoste

NÃO (definitivamente, não!)

merrell-cruise-control_h.jpg
Merrell Cruise Control (adoro os nomes…)

asicsgelkayano.jpg
Asics Gel Kayano

pearl-izumi-2_h.jpg
Pearl Izumi 2

McMag online!

Posted in Uncategorized on abril 1, 2008 by Sylvain

mcmag.jpg

Pronto! Saiu a nova McMag, com o tema black e com o editorial Black Lizard, realizado pelo moço aqui (com a ajuda providencial do Sator e da Ju Cosentino, tks, meninos!). A edição tá maior e cheia de matérias. Adoro a “Orlando”. Espero que gostem. Enjoy: McMag No. 11.

Coréia+Bélgica+Espanha=Novo talento da moda masculina

Posted in Uncategorized on março 31, 2008 by Sylvain

galantuomo.jpg

O (jornalista inglês) Godfrey Deeny, figuraça que está sempre por aqui durante nossas Fashion Weeks, se derreteu em elogios à coleção de inverno 2008-2009 da Il Galantuomo, assinada pelo jovem coreano Gun Hyo Kim, em um artigo escrito para o Fashion Wire Daily durante a última temporada de desfiles de Barcelona. O problema é que a matéria não vinha acompanhada de fotos, por isso fiquei meio cabreiro com tanto entusiasmo. Depois de ter visto as imagens no Vogue.fr, porém, achei que ele tinha uma certa dose de razão.

galantuomo1.jpg

Vivendo em Antuérpia (berço da modernidade belga na moda), Kim é ex-assistente de Dries van Noten e parece ter aprendido muito bem como trabalhar a alfaiataria enquanto esteve por lá. Basicamente, a enxuta coleção consiste em paletós e calças de corte preciso e muito bem-acabado, que desenham uma silhueta que ora lembra a de Slimane, ora algo mais clássico, como um Ferragamo, por exemplo, sempre confeccionada com top materiais.

galantuomo2.jpg

Inspirado nos elementos dos judeus hassídicos, que ele salpicou durante toda a apresentação (chapéus e os tzitzis – aquelas tranças penduradas na cintura), Kim conquistou Barcelona e parece ser aposta quente para o futuro da moda masculina. Aos 26 anos, o coreano, que mora na Bélgica e desfila na Espanha, é o hypercool da vez, “o melhor inicio de carreira na moda masculina dos últimos tempos”, nos termos da empolgação (um tanto) exagerada do Godfrey. Vamos ficar de olho. A nota ruim de sua apresentação é que o coitado parece que ficou tão nervoso com o desfile que adoeceu e quem colheu os louros foi o assistente. Ossos do ofício…

galantuomo3.jpg

T Mag para eles

Posted in Uncategorized on março 28, 2008 by Sylvain

clooney.jpg
George Clooney na capa da T Magazine

Maria deu a dica e lá fui eu desvendar o delicioso mundo da T Magazine, revista eletrônica do New York Times. Navegando pelo tópico arquivos descobri que eles lançaram uma edição totalmente dedicada aos meninos, com as principais tendências para a primavera-verão deles, mas que dá super pra gente adaptar aqui. Realmente, a visita ao site tem que ser feita com calma, clicando em toda parte e tendo tempo pra destrinchar, porque tudo vale a pena. O mais legal é que se trata de uma revista de jornal, como no mundo todo, inclusive aqui, mas com uma linguagem de moda super fresca e longe de ser careta. Tem pra todos os gostos. Dos mais jovens aos mais clássicos, todo homem consegue se identificar com alguma coisa ali.

face.jpg
Bowie vive no editorial Face Oddity

São oito editoriais e mais um monte de matérias, vídeos e dicas de consumo, tudo muito cool. Meus destaques vão para a ótima entrevista com o imortal Mc Hammer, falando sobre a volta do shape de suas calças pelas mãos de Kris Van Assche, na Dior Homme e a excelente matéria da Suzy Menkes sobre o poder de venda do sexo.

mc-hammer-t.jpg
Can’t touch this!: Shape Mc Hammer na Dior, com opinião do original

Pelos lados das imagens, recomendo as matérias Vanilla Nice (minha preferida), com boas propostas de alfaiataria descomplicada clicadas por Mark Segal, e Face Oddity, por Lawrence Passera, mais jovem e edgy, com inspiração bowieana. A personalidade da edição é George Clooney, fotografado lindamente pelo histórico Jean-Baptiste Mondino.

vanilla-nice-t.jpg
Alfaiataria sem pretensão em Vanilla Nice

Tem ainda a seção Pickup Pix, editorial com pegada street, conseguido todo com peças, digamos, mais acessíveis. A gente bem que podia aprender a comunicação de moda em massa com a T que, apesar de ser americana (ou talvez por causa disso), entendeu tudo em matéria de mainstream. Ponha nos seus favoritos já.

picku-pix.jpg
Moda jovem e barata em Pickup Pix

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.