Meus dois centavos

200530019-001.jpg 

Tá, tudo bem. Tentei me manter alheio à acalorada discussão que vem rolando pelos blogs afora sobre a tal moda de rua brasileira. Como não me aguento, lá vou eu palpitar.

Primeiro, acho que rola uma confusão, até certo ponto natural, sobre o que é a tal moda de rua. Natural, porque eu acho que esse conceito acaba sendo bem subjetivo. Enquanto alguns acham que qualquer roupa usada de qualquer maneira é streetstyle, outros acham que é necessário um pouco mais. Eu faço parte dessa última turma. Sorry, mas não consigo encarar uma camisetona larga e um jeans qualquer, usados da forma mais banal possível, como sendo moda de rua. E este é o uniforme oficial do brasileiro. Por vezes nem isso. Sim, porque aqueles que mal tem o que vestir não devem e não podem estar preocupados com essa questão.

2262004041527_small1.jpg

Reconheço como manifestação autêntica brasileira de moda de rua talvez o que acontece nos bailes funks, por exemplo, com atitude e criatividade tipicamente brasileiras. Mas para os que reclamam que não se encontra moda de rua brasileira nos Jardins (e eu concordo) por se tratar de um mundinho, como podemos chamar esse universo funk a não ser de mundinho?

Acho que existe sim a tal moda de rua brasileira, mas ela não está em cada esquina não. Como não está em cada esquina de Paris, Milão, Londres…Pelo menos pra mim. Aí é o olho de cada um dizendo o que é moda. Na minha opinião, moda vai além de simplesmente vestir uma roupa e sair. Para outros, não. Basta cometer o ato de se vestir para fazer parte da moda de rua. O que eu não acho totalmente errado, não, só acho sem graça. E moda, pra mim, tem que ter graça.

Precisa de grana pra estar na moda? Depende. Claro que não se trata aqui de poder comprar o último vestido balonê ou a calça skinny no meio da canela, até porque, seguir tendências para dizer que faz moda é tããão antigo, não? Eu acho que, mais que dinheiro, precisa de uma pitadinha de educação e cultura. Pra poder fugir do óbvio, do banal. OK, alguns dirão que basta pôr um top e uma legging de cottonLycra pra criar um look típico de moda rua brasileiro. Outros incluirão a bermuda e camiseta sem mangas nesse mesmo pacote. Eu digo que precisa mais. Mas essa é a minha visão de moda de rua. Não precisa ser necessariamente a sua.

Só de brincadeira, escolhi alguns looks que podem ilustrar essa controvérsia toda. Cada um, cada um.

200527376-0011.jpg

 Moda de rua?

Anúncios

6 Respostas to “Meus dois centavos”

  1. essa seleção de bermudas tá incrível!!!!!
    em conpensação, o carioca final é péssimo o loook

    brincadeiras á parte, é uma questão que vai dar muito pano pra manga(que expressão mais pertinente para fashionistas não?)
    afinal, no fundo não passa de uma questãod e identidade

  2. É, eu também sempre achei que a moda de rua tivesse que ter um algo a mais, aglo que destaque, chame atenção, ou como vc mesmo disse, tenha graça. Acho que é isso que falta no Brasil, não que não exista, mas existe pouco e em “poucas esquinas”. Mas ai, fico me perguntando se essa minha visão, não é um pouco colonizada de mais… se na verdade o jeans e camiseta – uniforme do brasileiro – não seria um estilo de rua típico do Brasil… não sei…

  3. […] Estilo essa semana no Blogview, sem falar nos textos recentes da Biti Averbach, da Maria Prata e do Sylvain Justum em seus respectivos blogs, resolvi visitar então dois sites/blogs que são fontes de referência e […]

  4. forademoda Says:

    O que eu mais gostei desta discussão é suscitar questões das objetivas às subjetivas. Colocar a discussão num patamar mais alto, e é incrível como as pessoas estão argumentando. De qualquer forma, concordo com o que vc diz da moda de rua. Fiquei lembrando de um documentário dos caçadores de estilo da Levi´s que vão aos quatro cantos do mundo, com seus cadernos e máquinas fotográficas entender o que se está usando em Shangai, Londres, Cidade do Cabo, pode ser uma base para uma coleção maior e comercial. Ou do Marc Jacobs com a coleção grunge para Perry Ellis. Ou seja, temos que aprender a selecionar o que está olhando nas ruas. O que é de fato manifestção ou massificação…
    Que bom, vc resolveu dar um pitaco!!!!!! Sempre bem-vindo nas discussões do mundo blog!!!!!!

  5. […] HyperCool: “Acho que existe sim a tal moda de rua brasileira, mas ela não está em cada esquina não. Como não está em cada esquina de Paris, Milão, Londres…Pelo menos pra mim. Aí é o olho de cada um dizendo o que é moda. Na minha opinião, moda vai além de simplesmente vestir uma roupa e sair”. […]

  6. forademoda Says:

    Na hora que a confusão instaura, está na hora da gente ver se está falando da mesma coisa ou não. Escrevi no blog do Vitor:

    Eu vou levantar outra bola nesta discussão, alguém parou para pensar o que significa o termo “moda”? Ele surge da matémática (modal), e é o evento mais frequente em determinado universo ou conjunto. A moda não é necessariamente única, ao contrário da média ou da mediana. É especialmente útil quando os valores ou observações não são numéricos, uma vez que a média e a mediana podem não ser bem definidas. Por exemplo, a moda de {maçã, maçã, banana, laranja, laranja, laranja, pêssego} é laranja.

    E estilo? É o modo de expressar-se de um grupo ou de um período histórico. Elementos constantes ou semelhantes da produção artística de um povo num determinado período.

    Por mais que as pessoas possuam a capacidade de interpretação sobre os dados da moda e do estilo, o universo a que elas tem fruição sobre eles, é restrito, não é tão ilimitado como as pessoas imaginam. Mas isso é uma outra discussão.

    De qualquer forma, o Collin MacDowell quando esteve no Brasil, falou algo muito importante: “Vale lembrar que a moda atinge poucas pessoas. Milhões no mundo não se vestem para impressionar ninguém, outros tantos sobrevivem com um par de roupas. Moda é status e você deve saber avaliar isto”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: