Just Can´t Get Enough

165043.jpg 

Porque eu estou num momento bem musical, destaco o lançamento, em outubro próximo, do segundo álbum solo de Dave Gahan, vocalista do imortal Depeche Mode.

Aviso que, junto com New Order, DM foi a banda mais importante na minha formação musical, por isso esse post tem muitas chances de ser tendencioso. Fico indignado com quem teima em resumir a grandiosidade da obra e do legado da banda inglesa a hits como “Strangelove” e a música-título deste post. Ora, se informem, né? Depeche Mode foi, ao lado do New Order e do Kraftwerk, a banda responsável pelo nascimento do que se chama hoje música eletrônica e por boa parte do que se fez na época do electro, bem antes de qualquer Miss Kittin ou Tiga. E Dave Gahan tem uma das vozes mais poderosas do pop, ainda hoje, aos 45 anos, depois de N fases e, principalmente, depois de quase ter morrido de overdose de heroína.

a4a7a748311beb2a98eacb93d3ab444c.jpg

Seu segundo álbum (Paper Monsters foi o primeiro), “Hourglass”, vem com a promessa de ser mais eletrônico -sob a produção de Tony Hoffer, que já trabalhou com o Air-, mostrando que a fase rocker de Dave e, por conseqüencia, do Depeche Mode, pode estar ficando pra trás, sim. O último álbum do DM, “Playing the Angel” já dava sinais da volta às origens.

davegahan.jpg

Dave e a banda têm um trabalho duradouro e bem fiel com o fotógrafo Anton Corbijn, que, desde sempre, cuida do material de divulgação, capas de discos e videoclipes dos ingleses. Corbijn é figura carimbada no meio roqueiro e já trabalhou com muita gente, de R.E.M a U2, sempre com olhar fashion em preto-e-branco. 

08-linderberg.jpg

E a relação com moda não pára só na preocupação estética da banda. Dave já foi garoto propaganda da J. Lindeberg.

dm3l.jpg 

A boa notícia é que dois dos integrantes do DM, Martin L. Gore e Andrew Fletcher, vêm fazer DJ set na Pachá, dia 28 de setembro. Dave não vem, por conta, justamente, do lançamento de seu álbum. Pra quem não viu ainda um show da banda ao vivo, serve de aperitivo. Eu vi em 1994, em São Paulo e, mais recentemente, em Paris, em março de 2006. Aí vão as fotos do show. Enjoy the Silence.

dmparis.jpg

dmparis2.jpg

3 Respostas to “Just Can´t Get Enough”

  1. forademoda Says:

    Uma aula, monsieur! Mas uma das minhas bandas icônicas, por tudo e com tudo, é Joy Division, sabe como?

  2. o senhor é apaixonado por depeche mode!!!

    sobre o meu post: acho que vc vai ficar bem irritado com minha coluna no Blogview: é sobre Hedi Slimane.
    Sei que discordará assim como no meu post sobre o Bernhard, mas acho que o debate e o respeito qeu temos entre nós é o que interessa.
    Não gosto de Slimane, acho conservador e midíatico demais e o futuro da rouopa amsculnia não esta na alfaiataria nem nos rococ´[o que atualiza no terno.
    sobre moda e arte prometo um post sobre isso!
    bjs
    Vitor, melhor e voltando polemizando

  3. amo Everything Counts… e a que escuto todo santo dia: Somebody.
    romantiquiiiiiiiiiiiiiiiiiiinha! kuen!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: