Arquivo para janeiro, 2008

Jóias para homens na H.Stern

Posted in Uncategorized on janeiro 31, 2008 by Sylvain

aneis_abotuadura.jpg
Anéis e abotoaduras da nova linha Steel, da H.Stern

A H.Stern está lançando uma linha nova de acessórios masculinos, chamada Steel, que mistura aço e borracha.

Minimalistas, as peças tem design geométrico e acabamento texturizado. Finas e discretas. Aliás, super no espírito H.Stern de ser.

Não sou um homem de acessórios (até o relógio de pulso eu encostei, depois que a pulseira quebrou), mas eu teria os anéis numa boa. Meu aniversário é semana que vem…alguem se habilita? hehehehehe…

pendentes.jpg
Placas e crucifixos para pescoço

pulseiras.jpg
Pulseiras tipo gourmette em aço e borracha

Termino o post desejando à minha amada uma boa viagem e boa cobertura da temporada novaiorquina. Aguardando seus posts, mon amour…

Ricardo privê

Posted in Uncategorized on janeiro 30, 2008 by Sylvain

542833vogue_ricardo_almeida__vogue_334_469.jpg 

O estilista Ricardo Almeida armou coquetel private em seu ateliê na Vila Nova Conceição, ontem, para lançar sua coleção de inverno. Fora do SPFW há duas estações, Ricardo prefere mostrar seus bem cortados looks em clima super intimista, com modelos andando aleatóriamente, entre Otávios Mesquita e Álvaros Garnero. Questão de escolha. De tão exclusivo, quem não pode ir (adoraria ter ido, mas tava gravando)  tem que se contentar com as poucas fotos disponíveis na net, tiradas do jeito que dá, no meio da confusão. Agradeçam ao RG Vogue e ao fotógrafo Alisson Louback por estes preciosos registros.

542821vogue_ricardo_almeida__vogue_334_469.jpg

O que dá pra perceber é que o inverno de Ricardo continua impecavelmente bem cortado, com silhueta slim e mistura de padronagens, bem atual. Até a gola rulê, hit das temporadas européias já apareceu. A conferir mais de perto, quando der.

542819vogue_ricardo_almeida__vogue_334_469.jpg

542829vogue_ricardo_almeida__vogue_334_469.jpg

Chegou a Coming Soon, by Yohji Yamamoto

Posted in Uncategorized on janeiro 29, 2008 by Sylvain

comingsoon01.jpg 

O mestre Yohji Yamamoto lançou, durante a última temporada de desfiles europeus, sua segunda linha, a Coming Soon. O estilo é puro Yamamoto, mas com preços mais camaradas. Um japonismo digamos assim, mais affordable.

coming-soon.jpg

A aposta no sucesso é tanta que o nome de Yohji não aparece em nenhum momento, ou seja, a CS vai andar com suas próprias pernas. A marca foi licenciada para a empresa italiana SINV e as primeiras peças estão prometidas para Julho. T-shirts devem custar por volta de 80 Euros e jaquetas, 530. Acho ok. Afinal, é uma segunda linha européia com pedigree japonês.

Tem também a campanha em vídeo, que mais parece trailer de cinema e que vai mostrar, a cada estação, novos talentos da dança e da coreografia, selecionados em diferentes cidades e vestidos com as criações da grife. Confere aí embaixo o primeiro, de outono-inverno 08. É lindo e é dirigido pelo fera Max Vadukul. 

Miu Miu agora, só no feminino

Posted in Uncategorized on janeiro 28, 2008 by Sylvain

Péssima notícia. O grupo Prada anunciou que vai deixar de fabricar a linha masculina da Miu Miu a partir deste ano. A coleção de verão europeu 2008 é a última. O grupo alega que as baixas vendas não justificavam o investimento, ao contrário da linha feminina, que vive um boom nas cifras. Coisa de grupo investidor, já viu, né?

miumiu_menss2008.jpg

Quem comprou, comprou, quem não comprou, babau. E quem tem alguma peça masculina da Miu Miu pode cuidar muito bem porque vai virar cult. Triste.

Saldo da temporada européia

Posted in Uncategorized on janeiro 25, 2008 by Sylvain

Listinha rápida das principais tendências e peças-chave sinalizadas na recente temporada de desfiles masculinos de Milão e Paris para o inverno europeu 2008-2009:

– Apesar de dona Miuccia adorar ser do contra e ter feminilizado ao máximo seu homem no controverso desfile de inverno 08 da Prada, a tendência é um retorno ao homem mais viril e menos delicado do que nas últimas estações.

colete-dg.jpg 
Dolce & Gabbana

– Muitos coletes, de todo tipo. Dolce & Gabbana tem modelos incríveis pra todos os gostos.

abotoamento-duplo-lanvin.jpg 
Lanvin

– Abotoamento duplo em paletós, casacos e coletes. É a volta do jaquetão. Difícil…Estão em todas as coleções, mas a Lanvin abusou.

fendi.jpg
Fendi 

um-botao-dolce.jpg
Dolce & Gabbana

– Paletós de um ou dois botões. Everywhere.

armani-peles.jpg 
Giorgio Armani

burberry21.jpg
Burberry Prorsum

– Riqueza de materiais e muitas peles, do croco ao coelho, do mink à raposa. O trench da Burberry é covardia.

calca-prada.jpg
Prada 

ysl2.jpg
Yves St. Laurent

– Calças secas, mas retas, abrindo levemente na boca. Yves St. Laurent tem as mais chiques. A Prada, as mais modernas.

skinny-ysl.jpg 
Yves St. Laurent

– Algumas skinnies. Elas estão vivas, sim, mais curtas. Yves St. Laurent, de novo. Lindas.

charlie-chaplin-bottega.jpg 
Bottega Veneta

– Silhueta Charlie Chaplin: Paletó ou jaqueta ajustada e calça mais ampla. Pontua todo o desfile da Bottega Veneta. Aparece forte também nas coleções de Yohji Yamamoto e Jean-Paul Gaultier.

etnia-gucci.jpg
Gucci 

– Perfume étnico, com ventos do Leste soprando em algumas coleções. Uma coisa meio boho, bem forte nas coleções femininas nacionais no momento. Alexander McQueen e Gucci.

sobreposicoes-galliano.jpg 
John Galliano

– Sobreposições! Muitas! Galliano e Number (N)ine.

É meio por aí. Resta esperar o resto do planeta incorporar tudo isso e a gente aprender a usar.

Paris highlights

Posted in Uncategorized on janeiro 24, 2008 by Sylvain

Venho tentando subir um post há dois dias e o WordPress não deixa. Enfim, força no Word e vamos lá. Ainda dá tempo de falar da temporada de desfiles masculinos de Paris, que terminou no começo da semana. Por causa do SPFW, só agora consegui parar e olhar tudo de novo, com calma.

dior-homme.jpg

Calça do MC Hammer na Dior Homme

 

lanvin.jpg

Falta frescor na coleção da Lanvin

Minhas decepções: Dior Homme (again!) e Lanvin

 

dior-homme1.jpg
Look beirando o cafona da Dior

A falta de rumo de Kris Van Assche à frente da Dior Homme é brochante. Todo o avanço conseguido na imagem e na silhueta parece que andou pra trás. Ai que saudade do Hedi Slimane! Em desfile total black, Van Assche continua apostando na calça a la MC Hammer da temporada passada, alternando com umas skinnies bem esquisitas e camisas em materiais que só fazem enfeiar. Nem o shape dos paletós –todos de um botão- funciona mais. Pra piorar, ele escalou meninos da vida real pra vestir os looks, bem longe daquele casting irretocável de tempos recentes. Trágico. Dando uma olhada também em sua coleção solo -bem insossa, por sinal-, concluo que o moço tem mais é que pedir pra sair. Pronto, falei!

lanvin1.jpg
Um dos meus looks preferidos na Lanvin

Não é que a coleção da Lanvin seja ruim, veja bem. É que as duas últimas eram TÃO boas, que o grau de exigência ficou alto demais. Tem um monte de abotoamento duplo –nos casacos, paletós e coletes de modelagem meio desestruturada- e calças mais curtas, na canela mesmo, algumas com punho de jogging – como na Dolce & Gabbana. Resultado de uma inspiração meio bizarra de Lucas Ossendrijver, que olhou para garotos que crescem rápido demais e acabam vestindo roupas pequenas ou grandes demais.

 lanvin2.jpg
A calça do menino que cresceu rápido demais

Tem looks lindos, sim, mas falta o frescor das coleções anteriores.

Esperava mais também da Ann Demeulemeester, sempre entre meus favoritos, mas dessa vez não rolou.

Meus preferidos: Comme Des Garçons e John Galliano (disparado!).

comme1.jpg
Punk cool na Comme des Garçons

Rei Kawakubo prova toda sua rebeldia prestando justa homenagem à Vivienne Westwood –que esteve entre nós semana passada- e ao punk, numa leitura cool e nada óbvia, o que torna o tema ainda mais legal. Muito xadrez, bermudas de todo tipo –é coleção de inverno, lembram? Será efeito do global warming?- e paletós incríveis –de um botão. Bem bom.

comme2.jpg

galliano-fall2.jpg

Agora, show mesmo foi o desfile de Galliano –ah, como eu queria ver isso ao vivo!- e seus homens vindos de terras sombrias e geladas, com pitadas de terror e teatralidade. Tudo inspirado no conto “The masque of the red death”, de Edgard Allan Poe. Sobreposições, amarrações, peles e texturas…São looks muito ricos, que escondem por baixo peças comercialmente muito boas, como as calças utilitárias e os moletons. Mais um golpe de mestre. A boa notícia é que Galliano parece estar pensando em abrir uma loja Galliano Homme e investir mais em sua linha para meninos. Oba!

galliano-fall4.jpg

galliano-fall3.jpg

(Fotos: Marcio Madeira)

Pronto, acabou.

Posted in Uncategorized on janeiro 22, 2008 by Sylvain

ale-h2.jpg 
Caubói do asfalto de Alexandre Herchcovitch

Chegou ao fim mais uma edição do São Paulo Fashion Week. E ainda não vai dar pra descansar, infelizmente. Antes de fazer qualquer balanço, preciso falar aqui dos meninos do Alexandre Herchcovitch e do Marcelo Sommer para sua grife Do estilista, destaques do último dia de evento.

ale-h.jpg
Coletinho pink de cetim com shape de alfaiataria

Alê continuou no clima dark da temporada passada mas, no lugar dos guerreiros do death metal, apostou em caubóis do apocalipse, numa coleção forte e sombria, cheia de preto e marrom, salpicados de pink. Muito colete e calças justas, encaixadas pra dentro da bota envernizada e combinadas com peças em xadrez e jacquard.

ale-h1.jpg
Nem tão viril assim…

Sujo de terra, o homem de Alexandre encara até um smoking com camiseta de tule, deixando claro que por trás de toda essa virilidade existe um peão de alma sensível (aliás essa imagem eu vi pela primeira vez num desfile da J. Lindberg, no último verão europeu). Acho uma coleção com forte apelo comercial, melhor que a anterior, mas que ainda não me pegou não. O Alê é capaz de muito mais.

do-estilista2.jpg
Colete de tricô inteiro sobre camisa branca: tendência na Do estilista

Nessa temporada o Sommer me conquistou muito mais. Depois da Cavalera -que eu adorei-, ele mandou muito bem na sua própria coleção, desfilada no bosque do parque Ibirapuera. Como na véspera, chovia na hora da apresentação. E como na véspera, a chuva parou bem na hora. Existia o plano B, de desfilar dentro da sala 1, mas Marcelo fez muito bem em insistir com o desfile ao ar livre. Inspirado no fogo, criou mais um de seus momentos poéticos, daqueles que fazem a gente suspirar, em meio a tanto show mediano que temos que agüentar numa temporada de moda.

do-estilista1.jpg
Gostosa confusão de xadrezes

Um monte de xadrezes (e não é por causa de tendência, afinal ele sempre apostou neles), misturas harmoniosamente confusas e um espírito country (também não é de hoje que Marcelo trabalha esse universo) nada óbvio deram o tom da coleção.

do-estilista.jpg
Country com chama dá nisso

Eu comentei o desfile ao vivo no estúdio do GNT com a Chris Nicklas e, já que tava rolando uma enquete sobre o estilista da temporada, dei meu voto sem pestanejar pro Sommer. Depois de ter recolocado a Cavalera nos trilhos, ele fechou a semana com chave de ouro.

No balanço da temporada, achei que teve pouco avanço pros homens, vale mais a pena prestar atenção no que os desfiles de fora estão antecipando. Mas, algumas peças-chave  devem dominar as vitrines de inverno, assim como “novos” shapes merecem uma atenção: Coletes de todo tipo -do tricô ao náilon, da alfaiataria ao matelassê- vão pipocar por aí, escolha o seu. As calças estão mais retas, mas a skinny segue firme e forte, enquanto os paletós são, definitivamente, de um ou dois botões. Muitos pulls de tricô, de preferência oversized e de pontos largos vão fazer companhia aos simpáticos cardigãs. Coturnos são boa alternativa pros clássicos Oxford e dá pra apostar sem medo nos tênis flats coloridos. Por falar em cores, a cartela do inverno é sóbria -marrons, pretos, azuis e beges-, com pontos de luz em pink, laranja, amarelo e vermelho. Ah! E vale todo tipo de xadrez na composição do look. É meio por aí. No próximo post, volto com a moda masculina internacional. Tem coisa bem boa.

(Fotos: Charles Naseh)