Quantidade sem qualidade

Terceiro dia de SPFW e mais presença masculina pelas passarelas de inverno 2008. Teve moda pra homem em quatro desfiles, com destaque para Mario Queiroz, afinal foi o único exclusivamente dedicado aos meninos. Nada muito empolgante, não.

mario-queiroz.jpg
Mario Queiroz: Novo shape, mais comprido, do famoso hoodie

Não consigo me animar muito com Mario, apesar de reconhecer seus avanços na silhueta e no acabamento. Ele se inspirou no universo das graphic novels, dando a seu homem uma masculinidade fetichista, com referências motoqueiras e muito preto. O monte de calças skinny -algumas são quase leggings- vem com atraso pois, enquanto elas estão sumindo das passarelas mundiais,  pontuam a apresentação inteira de Mario. Nada contra as skinnies, até acho que elas não morreram não (já respondendo a pergunta geral na Bienal), mas não precisa mais colocá-las no desfile todo, sendo que o shape das calças masculinas mundo afora é bem outro (vide os desfiles recentes em Milão e Paris). A silhueta dos paletós é antiga, acho aquele couro envernizado muito feio e tenho sérias dúvidas de onde alguém vai usar certas peças, por mais “arrojado” que seja o cliente. Pra não dizerem que só falo mal, digo que tem bons itens na coleção sim. Poucos, mas tem.

mario-queiroz3.jpg
Um dos looks mais simpáticos, de cardigã e gravatinha borboleta

mario-queiroz2.jpg
Paletó com capuz

mario-queiroz1.jpg
A jaqueta funciona, mas o resto…

O paletó com capuz e o hoodie comprido são bem sacados, e gosto dos coletes, peças-chave da estação. Ponto também para a gravata de couro fininha e a biker jacket preta. Resumindo: é uma imagem datada, com um pé no cafona, que sobrevive de alguns poucos arroubos de frescor. A gente espera bem mais de alguém que está aí há tanto tempo como Mario Queiroz. Se bem que eu já meio que perdi as esperanças com ele. Espero que me prove o contrário.

mario-queiroz6.jpg
esse couro envernizado é muito feio

uma.jpg
Básico simpático da Uma

Nos outros desfiles, alguns looks simpáticos na Uma e na Triton, mas nada de sensacional também. O homem da Uma é sempre um coadjuvante neutro nos desfiles da marca. Não é ruim, mas não tem tempero algum. Se bem que um básico correto às vezes é melhor do que o pseudo moderno.

triton.jpg

A Triton apostou na simpatia do look college, o que a impede de errar, mas também não a deixa alçar vôos mais altos em termos de moda. Tudo bem, né? A marca não se propõe mesmo a ditar moda nenhuma, muito menos masculina. Dentro de sua proposta exclusivamente comercial, acho ok.  São looks mais bem elaborados, basicamente em preto e branco, e eu gosto do colete de náilon, tipo puffer e das camisetas com estampa de gravatinhas. Tem simpáticos cardigãs e lindas armações de óculos, desenvolvidas a partir de outras garimpadas em brechós.

triton1.jpg

Pra não alimentar um possível azedume no tom, vou me abster de comentar o homem de Lino Villaventura. Algumas fotos bastam.

lino.jpg

lino1.jpg

lino2.jpg

(Fotos: Charles Naseh)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: